06 maio 2015

Amor a Primera Visa


Alejandro é um musico mexicano, viúvo e pai, com graves problemas financeiros, que esta convencido de que o melhor para sua filha Maria, é ir morar com seus avos nos Estados Unidos. Rachel é americana, uma mulher moderna, inteligente e principalmente focada em sua carreira como cônsul diplomata da embaixada dos EUA. Atualmente trabalhando na Cidade do México, ela está prestes a partir para Londres, o último lugar onde seu pai esteve antes de morrer.

A vida deles se cruzam quando Alejandro vai a embaixada para conseguir um visto, para levar Maria embora e tem seu visto negado por Rachel, depois disto eles se reencontram em uma festa em que ele está tocando, ela não o reconhece e acaba bêbada e desmaia na rua. Ela é resgatada no ponto de ônibus por Alejandro, que a leva para seu apartamento. No dia seguinte Rachel acorda sem nenhuma memoria de como chegou lá. Nem mesmo se lembra de ter negado o visto a Alejandro no dia anterior. Ela acaba perdendo uma bolsa onde continha um computador e Alejandro se dispõe a ajuda-la na procura do aparelho. Ele acredita que esta pode ser a oportunidade de provar a ela que é um homem confiável, e digno do visto americano. Mas Alejandro não esperava se apaixonar por Rachel.

             

Eu sou meio suspeita para falar desse filme, quem acompanha o blog já me viu falando algumas vezes aqui sobre o meu amor pelo México, sua música e sua língua, e tenho que dizer que esse amor começou por causa desse cara da foto aqui em cima, Jaime Camil, amo tudo que esse homem faz gente.

O filme é uma comedia romântica bem fofa, que me rendeu boas risadas, apesar de ter sim o romance, o principal do filme é ver um pai fazendo de tudo para conseguir o que ele acha ser melhor para sua filha, além disso, no decorrer do filme a gente também conhece um pouco da cultura mexicana, um pouco do lado que ninguém mostra e também o patriotismo, pessoas que amam sua terra, sem aquela coisa do sonho americano, pessoas querendo desesperadas para sair de lá, vemos na verdade alguém descobrindo a beleza daquele lugar.


Como o personagem principal é cantor o filme tem bastante música, e ter o Jaime Camil cantando o tempo todo durante o filme foi o suficiente para ganhar meu coração sem duvidas, e minha música preferida do filme é com certeza a que o Alejandro compôs para a filha, apesar de todas serem lindas.

O filme é parte em espanhol e parte em inglês, para mim que estou aprendendo ambas as línguas, foi ótimo, da para pegar bastante coisa dos dois idiomas.

Recomendo com certeza. Eu já falei de outro filme dele aqui.


Esse post faz parte do novo projeto aqui do blog chamado Filmes de A a Z, que consiste em ver e resenhar filmes seguindo o alfabeto. 

Um comentário:

  1. Parace beem gostosinho esse filme hein. legal!
    beijomeu

    Lica do Efeito Agridoce - http://www.efeitoagridoce.com

    ResponderExcluir

Desenvolvimento por: Mariely Abreu | Todos os direitos reservados ©. voltar ao topo