11 abril 2015

Norte e Sul - Um Amor na Era Industrial


Sabe aquelas indicações que seus amigos fazem super empolgados, ai você fala que vai ver só para não ser chata? Foi mais ou menos isso que aconteceu com o Norte e Sul, fique enrolando até que estava em casa no feriado, de bobeira e resolvi dar uma chance para série, e estou completamente apaixonada.

                 

 “Tudo começa com uma drástica mudança de vida para a família Hale. Margaret Hale é filha de um pároco do sul da Inglaterra vitoriana, ainda dominada por uma sociedade agrária, que conserva os valores de uma hierarquia bem definida e normalmente hereditária. Os Hale se veem forçados a deixar o sul quando o Sr. Hale diverge da doutrina pregada pela igreja anglicana na época e por uma questão de princípios abandona o oficio para se tornar professor no norte. O grande problema é que enquanto o Sul era dominado por uma sociedade oligárquica e agrária, em que há uma noção de vida um tanto mansa e preguiçosa, o Norte está em pleno desenvolvimento industrial, pautado por um capitalismo bruto e selvagem. No Norte trabalhar é uma realidade brutal, com direito a exploração de trabalho infantil, condições precárias, jornadas exaustivas e violência por parte dos patrões. É no meio deste cenário que Margaret conhece Mr. Thornton, o dono de uma grande tecelagem, que agredia um funcionário por fumar nas dependências da fábrica.
  Durante toda trama as diferenças culturais entre o Norte e o Sul se confrontam, o que naturalmente faz Margaret odiar sua nova casa e também o Mr. Thornton num primeiro momento. O convívio com a classe operária e seu modo de vida, assim como uma aproximação gradual com os Thornton, aos poucos fazem Margaret entender a forma de pensar do Norte.”


Margaret é um jovem doce, delicada e bondosa, mas também teimosa e que sempre diz o que pensa, acostumada com a tranquilidade do sul, vê sua vida mudar completamente quando muda com sua família para o norte, um lugar totalmente diferente do qual ela vivia, em um contraste gritante da sua bucólica e bela, equilibrada e prospera  Helstone, ela se depara com Milton, triste e vividamente sujo da atmosfera urbana levemente fumacenta de ar negro poluído emergindo e impregnando em tudo à sua volta do Norte capitalista e industrialista.

Mr. Thornton é frio, cauteloso e ríspido, a primeira impressão que temos dele é de um homem grosso, ignorante, mal educado e violento, mas aos poucos, você vai descobrindo que por trás disto existe um homem que faz de tudo por seus funcionários e sua família, que se fez sozinho através de muito trabalho duro e também pode ser sensível.

A Historia é incrível, ela se passa na Inglaterra do século 19, apesar de ser um romance de época, não espere bailes, vestidos bonitos e chá da tarde, aqui você  a luta das classes de forma explícita e brutal, com direito a sindicatos e greves. Onde existem homens desesperados tomando medidas despertadas para manter o seu sustento, você se vê divida nesta disputa quando conhece os dois lados através das relações de Margaret com a classe operaria e os donos de indústria, onde ambos têm bons argumentos para o que estão fazendo. 


Os personagens são incríveis, tirando Mr. Thornton e Margaret, tem também Nicolas Higgins, um dos lideres do sindicato e principal incentivador das greves, um dos meus personagens favoritos, é incrível a força e determinação deste homem e de como ele evolui ao decorrer da historia, como seus pensamentos mudam e como ele melhora com as perdas que sofre.

O romance é muito lindo é vai se desenvolvendo a cada episodio, cheio de reviravoltas e maus entediados. A série é uma adaptação literária de Norte e Sul de Elizabeth Gaskell, que eu pretendo ler em breve, e conta para vocês oque achei.

Recomendo essa série para todos que gostam de um romance de época, dramas, para você que ama sotaque britânico, figurinos de épocas e series da BBC, também para quem gosta de revoltas, contextos histórico e direitos trabalhistas. Vale muito a pena assistir, ela tem somente 4 episódios e virou minha queridinha. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desenvolvimento por: Mariely Abreu | Todos os direitos reservados ©. voltar ao topo