08 setembro 2014

Sobre pessoas que vem e vão


Estava andando por ai e acabei esbarando sem querer com o passado, bem na verdade com uma velha amiga, ela estava distraída e ocupada então nem a chamei, no fundo fiquei com medo de que não me reconhecesse, já faz alguns anos que nossas vidas tomaram rumos diferentes e deixamos de caber uma na vida da outra, na hora bateu um sentimento meio nostálgico, uma mistura de alegria por vê-la bem e madura, com uma tristeza por termos nos tornado completas estranhas.

Não sei se você reparou como isso aconteceu o tempo todo, as pessoas vêm e vão em um ciclo sem fim. Na maioria das vezes sem nem percebermos deixamos uma ou outra pessoa no caminho, não é maldade, abandono ou raiva é só mudança, na forma de pensar, na forma de viver, e aquela pessoa que parecia tão compatível  deixa de encaixar, alguns deixam marcas que levaremos para sempre, outros daqui a alguns anos olhando fotos antigas nem lembraremos mais o nome.

Por um momento pareceu cruel ver como o mundo dar voltar, levando pessoas importantes consigo para longe, aquela estranha andando na rua já foi minha melhor amiga, esteve comigo quando perdi alguém que amava muito e também sequei suas lagrimas um punhado de vezes, mas fique pensando em quanto bem essas voltas fazem, por algum motivo, naquele momento elas precisavam ir, não podia ficar, talvez os mesmo ventos que levaram tragam de volta um dia, talvez não.

Acho que no final não devemos nos preocupar tanto com as foram e vão todos os dias, por que delas a vida cuida, nosso trabalho mesmo é estar e cuidar de quem vem e fica.

4 comentários:

  1. Opa Tatiane, adorei o texto! Muito bonito!

    Abraços, Thamara
    www.thamaralaila.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Taiane!
    Você me fez lembrar daquela linda música cantada pela Maria Rita. Encontros e Despedidas

    "Todos os dias é um vai e vem
    A vida se repete na estação..."

    Coisa mais louca essa nossa vida né!?

    Lindo texto! ;)

    www.pensamentosvalemouro.com.br

    ResponderExcluir

Desenvolvimento por: Mariely Abreu | Todos os direitos reservados ©. voltar ao topo