29 agosto 2014

A historia triste da vez


Não seria difícil para mim dizer que você não passou de um desses amores que vem e vão sem deixar marca, que te esqueci naquela primeira noite depois que você se foi, que quando acordei naquele domingo chuvoso tirei todo que me lembrava você cantando e dançando ao som de “Timber”, você sabe que iam acreditar, ninguém duvidaria do meu sorriso, você era o único que tinha esse poder, mas não estava mais lá. 

Mas fingir que nada mudou, andar com o melhor dos meus falsos sorrisos por ai não ia fazer doer menos, não ia diminuir o estrago que você fez com seu jeito alternativo e incrivelmente encantador, não ia apagar o rastro de fogo, queimando tudo por onde passava, que você deixou quando se foi.

Você sabe que posso e vou viver sem você, mas pra que mentir pra todo mundo falando que to bem, que não me importo, se quando todo mundo vai embora naquela hora que sobravam só nós dois eu não sou ninguém? Se ainda choro quando escuto aquelas velhas musicas? Tenho mesmo que fingir que esta tudo bem, tudo lindo, quando ainda estou quebrada?

Não quero mais força sorrisos quando falam do seu novo caso, não quero dizer que você foi só mais um casinho sem importância e que sabia desde o começo que não ia dar em nada quando, na verdade, achei que você era o tal cara certo.

Ainda não acredito que eu, logo eu, não sou mais quem vai cuidar de você, que vou mesmo ter que ser feliz sem o seu sorriso, mas eu consigo, relaxa, eu consigo.

Vou tentar ser feliz sem você toda vez que lembrar das mentiras, das brigas, dos ciúmes loucos, mas sei que no meio disso vai vim um sorriso, uma declaração, um abraço, um carinho e uma promessa que não vamos cumprir, parte de mim vai dizer o quanto é melhor assim, quantas lagrimas eu economizei sem você, mas outra não vai cansar de me lembrar tudo que perdi, todos sonhos que jamais vão sair da papel.

Vou odiar quando disserem, fica bem, ele não te merece. Porque nunca foi sobre merecimento. E sobre você. Seu sorriso. Sobre o que eu sentia quando você estava perto. Sobre como eu ficava cada vez que soltava um eu te amo no meio de uma conversa. Sobre o quanto eu amo seu jeito de ver o mundo. Não importa o quanto falem, queria que tivesse me merecido.

Então vai ser assim por um tempo, uma saudade louca seguida de uma vontade de nunca mais ouvir falar de você. Um dia fácil, seguindo de um dia difícil. Vou esquecer-me de você no sábado anoite cercada de amigos, mas domingo de manha, quando não sobrar mais nada seu fantasma vai estar andando por aqui fazendo a bagunça de sempre.

Por isso deixa pra amanhã essa de historia de que já passou.
Porque hoje a única coisa que eu quero é chorar pela historia triste da vez, a nossa. 

6 comentários:

  1. Gente que texto cheio de sentimento, parabéns viu você conseguiu transmitir em suas palavras todas essas emoções conflitantes que só que termina uma relação sabe como é.

    Blog Profano Feminino

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por separar um tempinho pra visitar meu blog e por comentar ^^

      Excluir
  2. Impossível não se identificar com esse texto. Quem nunca teve um amor desses,né? Ficou muito bom, parabéns! :)

    www.decimoandar.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Renata, todo mundo passa por isso pelo menos uma vez né?
      Obrigada pela visita ^^

      Excluir
  3. Lindo texto! Muito sentimento nas palavras, adorei!
    www.oestranhomundodecamila.wordpress.com

    ResponderExcluir

Desenvolvimento por: Mariely Abreu | Todos os direitos reservados ©. voltar ao topo