05 novembro 2013

Vou continuar correndo


Odeio despedidas, sempre foi algo que evitei, olhares tristes, abraços carregados de lembranças e saudade, um adeus com gosto amargo, é mais fácil sair no meio da noite enquanto todos dormem, como uma covarde, só pra não te ouvir me pedido pra ficar, por que isso é tudo que eu preciso pra não ir a lugar nem um.

Quantas vezes tentei dizer adeus e deixar os laços que criamos se desmancharem, com uma grande dor no peito e uma sensação de soco no estomago, por que eu não quero ir a lugar nem um, estou fazendo isso pelo bem de todos, não sei sobreviver, de verdade, já não faço ideia de como viver sem você, só a ideia já parece dolorosa demais.

Sei que vou ter que voltar a correr, correr de mim, de você e de tudo que traga lembranças, terei que sair do meu quarto, da minha casa e talvez ate da cidade por uns dias, terei que esquecer meu celular de propósito dentro da primeira gaveta com a desculpa de estar atrasada, terei que mudar minha rotina, limpar meu computador, e substituir minhas musicas favoritas por novas, terei que corta o meu cabelo, fazer novos amigos, conhecer novos lugares e outros caminhos, mas vai ser inevitável pensar em você toda vez que for viajar por que essa e uma paixão que compartilhamos.

Talvez eu mude meus planos e comece a sonhar outros sonhos, sei que vai chegar uma hora que não vão mais me encontra em casa e no facebook com tanta frequência e que me ligar já não vai mais ter o mesmo efeito, por que vou continuar correndo ate olhar para traz e não ver mais nem uma lembrança ruim e continuar mudando de rota ate não encontrar mais nem um caminho amargo.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desenvolvimento por: Mariely Abreu | Todos os direitos reservados ©. voltar ao topo