14 outubro 2013

As janelas voltaram a se abrir!

Eu estava deitada a algum tempo, não sei o quanto exatamente, estava escuro e um silencio perturbador, olhei em volta e estava tudo exatamente do mesmo jeito, cortinas fechadas, porta trancada e o ventilador rodando, foi então que notei que ficar ali parada não ia ajudar, não ia fazer as coisas ficarem melhores, na verdade acho que já sabia, mas estava meio sem forças para tentar qualquer outra coisa, mas agora acabou.

Levantei em um salto, no momento em que me coloquei de pé o mundo pesou, quis volta para cama na mesma hora, mas resisti, precisava ser forte, mais forte do que nunca, sacudi a poeira, lavei o rosto e abri as cortinas, tinha um lindo sol sorriso para mim dizendo que vida estava me dando mais uma chance, a paisagem familiar era reconfortante, avia pequenas mudança aqui e ali, fiquei pensando quanto tempo fazia que eu não abria as janelas, elas custavam ficar sempre abertas me mostrando como a vida passa, como tudo muda, mas ultimamente o escuro tem sido mais confortável.

Tomei um banho, lavei o cabelo, quando parei em frente ao espelho vi a mudança, grava por fogo dentro dos meus olhos, fiquei imaginado quantos iriam notar, quando iriam se importar, sequei o cabelo escolhi a minha melhor roupa e decidi que agora iria fazer jus a mudança, iria mostrar para mundo que eles podem até me derrubar, fechar meus olhos e minhas janelas, mas eu sei me levantar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desenvolvimento por: Mariely Abreu | Todos os direitos reservados ©. voltar ao topo