09 agosto 2017

Inspiração: Quarto clear

Estou reformando meu quarto, e vocês sabem que o Pinterest e o We heart it são os melhores amigos de quem está pensando em mudar um cantinho da casa, então eu separei algumas referencias e decidi compartilhar com vocês.

Estou pensando em uma paleta de cores bem neutra, branco, cinza, rose, e um toque de preto, nos detalhes, as paredes brancas, bastante luz natural e luzinhas de natal também, cama com bastante almofadas e cobertores para dar um clima bem aconchegante. Gosto muito de um toque rústico, mas ainda não sei como vou incorporar isso no que eu tenho em mente.













O que vocês acharam? Deixem dicas aqui nos comentários! 

01 agosto 2017

Livros de contos e crônicas que você precisa conhecer

Eu amo ler contos e crônicas, já indiquei blogs com esses textos e aqui no blog tem uma categoria com alguns dos meus textos. Hoje eu vim indicar alguns livros de crônicas, que eu mesma estou louca para ler ou que já li e amei.

Depois do Fim - Daniel Bovolento (Saraiva/Americanas/Amazon/Submarino)
Como fica a minha vida depois de você? Como é que a gente faz para esquecer alguém? Os primeiros vestígios do fim, as despedidas, deixar alguém, ser deixado, o recomeço, a necessidade de se acostumar a viver sozinho de novo, os flashbacks, as ligações de madrugada, a falta que persiste, os novos encontros, os velhos encontros, a gente encontrando a gente, um mundo novo surgindo, a luz no fim do túnel. Em Depois do fim, Daniel Bovolento conta a trajetória de todo mundo que terminou alguma coisa e tem que aprender a lidar com as diferentes dores e superações de quem perdeu um amor. São 50 textos em que se misturam crônicas e desabafos sobre recomeço, aprendizado e a esperança de um novo final feliz. “Cada um de nós encontra uma maneira diferente de encarar o fim. Cada um de nós passa por fins diferentes, por mais que tenhamos tido histórias parecidas.”

Faça Amor, Não Faça Jogo - Ique Carvalho (Saraiva/Amazon)
Viver a plenitude do amor é o desejo senão de todas, ao menos da maioria das pessoas. Amar e ser amado incondicionalmente, contar com o apoio de alguém para as horas difíceis e para os momentos alegres, e saber que independentemente do que fazemos, alguém estará ao nosso lado simplesmente pelo que somos é o ideal de vida de muitos.
Viver esse amor na prática, no entanto, nem sempre é fácil. E é exatamente sobre felicidade, vida e amor que Ique Carvalho fala neste livro. O autor, que começou escrevendo em seu blog e já tocou o coração de milhares de pessoas que se envolveram e se emocionaram com suas palavras, descreve com perfeição o amor que muitos procuram e poucos realmente encontram. E ele fala do amor em todas as suas expressões: desde o romântico entre duas pessoas até o mais puro e verdadeiro dos laços familiares, que ele tem com seu pai e mentor.
Como as relações humanas são frágeis e complicadas, os relacionamentos tornam-se difíceis, o que nos faz buscar a felicidade nos lugares ou nas pessoas erradas. Mas o autor nos faz enxergar a vida de forma diferente. Faça amor, não faça jogo é um lembrete de que, no jogo do amor, não é necessário haver ganhadores ou perdedores. Basta olhar e aceitar novos paradigmas e acreditar no que diz seu coração. E vivenciar isso de verdade.

Um Sorriso Ou Dois - Frederico Elboni (Saraiva/Americanas/Amazon/Submarino)
Para Frederico Elboni, não existe certo ou errado quando os sentimentos estão em pauta. O que importa é encontrar harmonia e equilíbrio entre quem somos e o que fazemos; entre nossas ações e nossa perspectiva diante da vida. E, consciente de que mulheres trazem na bagagem alguns conflitos internos em relação ao mundo e aos homens – e haja conflito! –, esse jovem autor se dirige a elas: mulheres apaixonadas, decepcionadas, ingênuas, destemidas... Todas ansiosas por palavras que as façam abrir em seu rosto um lindo e incessante sorriso. Ou dois.

Depois dos Quinze - Bruna Vieira (Saraiva/Americanas/Amazon/Submarino)
Neste livro você encontra desabafos, histórias e segredos de Bruna Vieira, uma garota de 18 anos, colunista da revista Capricho e dona do blog Depois dos Quinze, um dos mais influentes em comportamento, internet e moda para o público adolescente. Bruna apresenta aqui sua história em belíssimas crônicas que já conquistaram milhares de fãs, leitores e leitoras em sua coluna em suas redes sociais e em seu blog.

Siga Os Balões - Daniel Duarte (Saraiva/Americanas/Amazon/Submarino)
Um projeto que espalha em pedaços de papel a vida cotidiana. Criado pelo carioca Daniel Duarte, o projeto “Siga os balões” tem um simples objetivo: compartilhar amor e boas vibrações pela Internet. Unindo as cores vibrantes de suas ilustrações com as doces mensagens de seus textos motivacionais, Daniel ensina como enxergar o lado bom de todos os aspectos da vida. Entre crônicas inéditas e ilustrações com um visual totalmente diferente, “Siga os balões” é o que você precisa para dar uma pausa na rotina, respirar e se inspirar.

Muito Amor, Por Favor - Frederico Elboni, Matheus Rocha, Ique Carvalho e Arthur Aguiar (Saraiva/Americanas/Amazon/Submarino)
Este livro reúne textos que mostram o amor do ponto de vista de quatro jovens que escrevem sobre relacionamentos legítimos e atuais, que souberam se reinventar. Sem medo de expressar seus sentimentos, deixam para trás estereótipos já obsoletos – como o controlador machista ou o piegas choroso – e falam sobre viver a dois e sobre a natureza das relações em todos os seus aspectos. Assim, cada autor reflete sobre o amor representado por um elemento: Arthur Aguiar escreve que “O amor é água”, dizendo que ele é fluido, mas por vezes gelado; ora tempestade, ora profundo. Fred Elboni explica que “O amor é ar”, mostrando a leveza de se amar sem sofrer, da brisa que envolve os apaixonados, mas que por vezes torna-se furacão. Ique Carvalho se debruça sobre quando “O amor é fogo”, que arde, aquece a alma, mas que também pode incendiar até doer. E Matheus Rocha conta que “O amor é terra”, estável, tranquilo, mas que não escapa dos terremotos da vida, que tiram tudo do lugar para que a rotina não o extermine. Um livro apaixonante, para quem ama e para quem quer amar um dia... e sempre.

No Meio do Caminho Tinha Um Amor - Matheus Rocha (Saraiva/Americanas/Amazon/Submarino)
'Eu achava que o amor existia, mas não era pra mim. Você foi a prova que eu estive errado por muito tempo!' – Matheus Rocha. Às vezes, a gente insiste em viver um relacionamento que já chegou ao final faz tempo. Tentamos resistir, fazer de tudo para durar mais, lutando para trazer de volta os momentos mágicos do início. Mas, quando o amor acaba, no lugar do conforto e do carinho que existiam só restam feridas que vão doer por um bom tempo e deixar cicatrizes que não desaparecerão. Porque o amor nem sempre é para sempre. Com o fim vem a tristeza, a saudade, a mágoa, o desespero e a vontade de nunca mais sentir aquela dor. Aí fechamos as portas ao perigo de sermos machucados outra vez, mas também à chance de sermos amados de novo. Um belo dia, quando as lágrimas já secaram e nos esquecemos do desconforto, com muito cuidado abrimos uma fresta só para ver a vida lá fora. E, assim como um raio de sol que entra por qualquer brecha, de repente uma vontade de recomeçar nos invade e tudo volta a fazer sentido. E, sem nem saber como, no meio do caminho avistamos novamente o amor – e a certeza de um novo começo!

Todo Amor - Vinícius de Moraes (Saraiva/Amazon)
Vinicius de Moraes reinventou o amor. O tema parecia velho quando ele aliou a poesia dos livros à música popular, trazendo o amor para o centro das atenções como uma emoção sempre nova. Com organização do poeta Eucanaã Ferraz, Todo amor reúne mais de cem fragmentos — entre cartas, crônicas, poemas e letras de canção — que formam um painel admirável e apaixonante. De “Eu sei que vou te amar” até “Canto triste”, o leitor pode observar a enorme variedade de formas que esse sentimento assume na produção do poeta: a alegria, a tristeza, o ciúme, a devoção absoluta, a veneração, o arrependimento, o perdão, o lance cômico e a expectativa do fim.

Para As Solteiras, Com Amor - Julia Faria (Saraiva/Amazon/Submarino)
Estar solteira pode ser muito divertido e libertador, mas muitas mulheres deparam com diversos tipos de insegurança quando estão sozinhas. Neste seu primeiro livro, a atriz e digital influenciar Julia Faria defende que o foco principal delas nesse momento precisa ser conhecer melhor a si próprias, e não outras pessoas. Só assim conseguirão encontrar suas caras-metades (se assim desejarem). Os delicados textos aqui reunidos ajudam a refletir sobre o que esperar de um relacionamento e a lidar com o fim inevitável de alguns deles. Sempre com bom humor, a autora faz uma necessária investigação do mundo do flerte e seus códigos. Mais do que um livro para quem está (ou esteve) solteira, a estreia de Julia Faria é uma defesa da autoestima feminina. Sem ela, mostra a autora, não existe final feliz.


Você já leu algum desses? Deixa aqui nos comentários seu favoritos!

30 julho 2017

Acampamento MCM Jovem 2017 - Coração Blindado

Há exatamente um mês eu estava saindo da minha casa para voltar ao Acampamento Batista em Rio Bonito, para o acampamento estadual da MCM Jovem. Quem acompanha o blog sabe que eu sou cristã, faço para da igreja Batista, e esse é um acampamento anual, para as jovens solteiras da região Fluminense do Rio de Janeiro, é o segundo ano que tenho o prazer de estar lá, a primeira vez foi em 2015, fui com algumas meninas da igreja onde eu congrego, de Lídice e de Paraty.

O Tema desse ano foi “Coração Blindado”, baseado no texto de Provérbios 4:23 que diz, “Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida.”, foi um tempo lindo onde Deus falou muito comigo e acredito que com cada menina que esteve lá. A música oficial do acampamento foi “Dá-me Paixão” da Renata Henriques, que estava lá ministrado os louvores junto com a sua banda, ela é um amor, muito talentosa e foi realmente usada por Deus durante aquele tempo.


Chegamos lá na sexta, dia 30, por volta das 16 horas e desde o primeiro momento vimos o cuidado e o amor de Deus, e com o passar dos cultos, de cada momento que passamos lá vimos que era exatamente sobre isso que Ele queria falar conosco naqueles dias, sobre amor e cuidado, dEle por nós e nosso para com as pessoas.







No sábado, antes do café da manhã, fomos para o jardim de oração, depois do culto da manhã houveram workshops e durante a tarde tivemos um tempo livre para conversar e passar um tempo com as outras meninas, tinha uma piscina, mas estava fazendo bastante frio, então poucas meninas corajosas se aventuraram na piscina. O culto da noite para mim particularmente foi o ápice desse acampamento, foi o momento que mais mexeu comigo em todos os detalhes, principalmente na mensagem do Pr. Andreson Carneiro sobre compartilha o amor de Deus, toda a mensagem foi maravilhosa, mas duas frases em especial ficaram gravadas no meus coração: “Amar com o amor de Jesus, é amar um amor de sacrífico” , em João 13:34, Jesus diz que devemos amar uns aos outros como Ele nos ama, e o amor de Jesus por nós é um amor de sacrífico; “Só compartilha de Deus, quem nada em Deus”, com essa palavra o pastor estava nos convidando a viver uma vida e um relacionamento profundo com Deus, a sair do raso e mergulhar em Seu amor.















No domingo estávamos muito felizes por tudo que já tínhamos experimentado e também já nos preparando para ir para casa, mais uma vez participamos do jardim de oração e depois do café fomos para o culto de enceramento, ouvimos outra palavra do Pr. Andreson sobre cuidar das coisas que Deus coloca em suas mãos, não desistir das pessoas, cuidar e defender as pessoas a sua volta, fomos mais uma vez tocados pelo Espirito Santo.







Depois do almoço foi hora de se despedir e voltar para casa, já com saudade e com o coração cheio de Deus, foram mais de 300 meninas em um fim de semana preparado por Deus para trazer algo novo em nossas vidas, tivemos muito louvor e adoração, muita diversão, quebrantamento, renovo e transformação.


Fotos do Instagram - @taianebarbozaa

“Esse foi um tempo para falar, pensar e viver o amor, de Deus e por Deus, pelas pessoas, pelo Reino, pela obra dEle em nossas vidas e através delas. Já a um tempo Deus tem ministrado ao meu coração sobre amar mais, ter misericórdia e compaixão, e tudo que ouvi e vivi esse fim de semana me mostrou como fazer isso melhor e mais intensamente, foram dias lindos que fizeram de mim uma pessoa melhor, cercada de pessoas que me ensinaram, cuidaram e amaram. Cada palavra, música, risada, brincadeira encheram meu coração, que voltou verdadeiramente blindado pelo Espírito Santo, e disposto a amar com o amor de Jesus, um amor de sacrifício.” ( Postado no Instagram)

Tomara que vocês consigam sentir um pouco do que sentir naqueles dias através desse post. 

25 julho 2017

Sobre ser e parecer

Há alguns anos uma pessoa pegou meu diário e riu as coisas que estavam escritas, ter alguém rindo e zombando dos seus sentimentos não é algo que desejo para ninguém, sempre que pegava uma caneta era para escrever o que não tinha coragem de dizer, e depois disso fiquei sem coragem de escrever também. Mas escrever sempre foi algo que amei fazer, acho que está no sangue, esse sempre foi o tipo de arte favorita da minha mãe, e mesmo sem coragem eu ainda queria, na verdade precisava escrever, nessa época também eu estava começando a conhecer a internet e pensei que tinha que ter alguma coisa nessa imensidão que pudesse me ajudar.

Há uns dez anos se você digitasse “diário virtual” no google você caia no mundo dos blogs, que nada mais eram que diários, onde as pessoas compartilham de suas vidas e sentimentos, foi assim que nasceu meu primeiro blog, que era privado, só eu podia ler, e com ele o medo foi passando, naquele tempo blog não dava dinheiro, não era profissão, era só sobre escrever, expressar. Conheci alguns blogs que hoje muito provavelmente não existem mais, e outros que hoje são gigantes e muito famosos, e esses blogs me ensinaram que no final das contas não estamos tão sozinhos nos nossos gostos e sentimentos quanto pensávamos. Com o tempo fui perdendo a vergonha e o medo e comecei até realmente publicar algumas das coisas que eu escrevia, um texto, uma opinião sobre um livro ou filme que tinha assistido recentemente, mas era só um passatempo que eu fazia quando sentia vontade sem nenhum compromisso ou pretensão.

Fiquei alguns anos sem blogar e também sem consumir blogs e quando dei por mim, isso tinha tomado proporções que eu nunca imaginei quando parei de “brincar” com eles, agora era tudo sobre ganhar, vender, apesar de ainda ter aqueles que os usavam para compartilhar e expressar, eram infelizmente a minoria, confesso que senti saudade de ter um blog, mas eu ainda queria as mesmas coisas que a menina de oito anos, queria só escrever, dar minha opinião sobre o mundo, e assim nasceu esse cantinho, que bem no comecinho há quase cinco anos eu não contava para ninguém que existia.

Mas em algum lugar no decorrer dos anos confesso que me perdi, o blog que para mim sempre foi algo visceral, onde eu colocava minha alma, minha vida, virou apenas números e visualizações, invés de escrever sobre coisas que eu realmente queria, do jeito que eu queria, comecei a escrever coisas que eu achava que as pessoas queriam ler. Fotos, que para mim, sempre foi sobre registrar momentos, sobre se divertir e eternizar, virou puramente sobre mostrar, parecer, aparecer nas redes socias, quando percebi isso vi que eu tinha que parar para repensar e organizar, para voltar a ser quem eu realmente sou, e não quem a mídia, as redes socias, queriam que eu fosse, eu descobri na internet um lugar onde eu podia ser eu mesma sem medo, mas isso tinha se perdido e essa mesma internet que me libertou tantos anos atrás estava me transformando em alguém preso, alguém que eu não queria ser. Uma pessoa que passava horas em busca da foto perfeita, para parecer ter uma vida perfeita, para mostrar as coisas que eu tinha, os lugares que eu ia só para que as pessoas soubesse que eu estive lá.

Cansada de parece, resolvi voltar a ser. Ser eu mesma, sincera, descobrir lados meus que eu não conhecia, redescobrir lados esquecidos, para ser mais leve. Descobri que viver fingindo é muito difícil, muito pesado, prefiro a loucura da sinceridade. 

22 julho 2017

Inspiração: Fotos com a amiga

Pensei bastante antes de fazer post por causa de umas coisas que tenho pensado bastante ultimamente, e que pretendo falar em um outro post, mas acabei decidindo publicar, eu já fiz uma versão com foto na praia que você pode conferir bem aqui. Mas a ideia de fazer esse post veio por que eu e a minha melhor amiga estávamos buscando inspirações para fazer umas fotos juntas, ai eu pensei que talvez as fotos que nos selecionamos poderiam inspirar você e sua amiga a fazer algumas fotos legais também.


Na Rua, na praia ou até dentro de casa, em qualquer lugar da para fazer uma foto legal com a sua amiga, basta ter um pouco de criatividade e muito bom humor. 



Frutas, doces e bebidas são ótimos acessórios para fotos, fica bonito, divertido e depois vocês ainda podem fazer um lanchinho.

Flores, velas e luzes também são ótimos componentes de fotos, mas não podemos esquecer o mais importante, colocar nossa personalidade na foto, se divertir e registrar um momento que vale se lembrado, sem gastar fortunas e fazer sacrifícios só para mostrar, um bom jeito de saber se uma foto realmente vale a pena e se perguntar se só você fosse ver aquela foto você ainda ia gostaria de tira-la?
Se inspirem muito e tirem fotos lindas! Me diz ai o que você achou das fotos!
Desenvolvimento por: Mariely Abreu | Todos os direitos reservados ©. voltar ao topo